Bloomberg lança índice para apoiar a transição da IBOR

A Bloomberg anunciou hoje o lançamento do Índice Bloomberg de Rendimento Bancário de Curto Prazo (BSBY) para atender à demanda do mercado por um índice sensível ao crédito para servir como um suplemento à SOFR e apoiar a transição global da IBOR. A Bloomberg começou a publicar o BSBY em uma base indicativa para fins de ilustração e análise em 15 de outubro de 2020.

O BSBY será calculado diariamente e publicado às 8h ET, e pode ser acessado via Terminal Bloomberg. O índice está disponível para 5 períodos: durante à noite {BSBYON <GO>}, 1 mês {BSBY1M <GO>}, 3 meses {BSBY3M <GO>}, 6 meses {BSBY6M <GO>} e 12 meses { BSBY12M <GO>}. Detalhes adicionais sobre a metodologia BSBY podem ser acessados aqui.

Como acompanhar a transição da LIBOR? Saiba mais

O BSBY é construído usando dados agregados e anônimos que são ancorados em transações de papel comercial, certificados de depósito, depósitos bancários em dólares e negociações de títulos bancários de curto prazo – refletindo os custos marginais de financiamento dos bancos. O BSBY inclui um spread de crédito sistêmico e estrutura a termo, e pode ser usado como um suplemento à SOFR no mercado de empréstimos. A Bloomberg tem trabalhado de perto com os participantes do mercado para solicitar feedback sobre o BSBY e continuará a refinar o índice. Após este período beta de feedback do mercado, a Bloomberg planeja licenciar o BSBY para uso como benchmark financeiro por meio do Bloomberg Index Services Limited, administrador autorizado de benchmark da Bloomberg.

“Apoiamos os esforços para promover a liquidez em mercados vinculados ao benchmark SOFR e continuaremos a implementar soluções para facilitar sua adoção”, disse Umesh Gajria, chefe de Index Linked Products na Bloomberg. “As capacidades de índice de crédito da Bloomberg e nosso profundo histórico nos mercados de renda fixa nos posicionam bem para oferecer o BSBY como uma solução para apoiar as necessidades da indústria referentes à transição da IBOR.”

A Bloomberg oferece um conjunto abrangente de soluções para apoiar a transição da IBOR, incluindo análise de cenário para determinar o impacto das RFRs nas carteiras. No Terminal Bloomberg, os usuários também podem acessar conjuntos de dados de fallback para identificar títulos vinculados à IBOR em suas carteiras e serviços de negociação usando taxas livres de risco (RFRs). Além disso, a Bloomberg publica ajustes de prazo e spread para os fallbacks que a ISDA pretende implementar para determinadas IBORs.

Agende uma demo.