Bloomberg: um parceiro de tecnologia ao lado do buy-side

Artigo escrito por Ian Peckett, Global Head of Buy-Side Product na Bloomberg.

Se já houve um momento no qual o buy-side precisou de um parceiro de tecnologia confiável e eficaz, este momento é agora.

As condições nos mercados globais de trading no último ano não têm precedentes – volumes, volatilidade, programas de quantitative easing, participação do varejo e incerteza, entre outros, completamente sem paralelo. Estes fatores aumentaram os obstáculos enfrentados pela indústria de gestão de ativos e, combinados, têm exercido enorme pressão sobre as operações, os sistemas de tecnologia e as finanças de gestores de capital ao redor do mundo.

Um parceiro de tecnologia confiável, robusto e com alta escalabilidade é um componente crucial para atender às rápidas demandas de um ambiente de trading, e de toda uma indústria, no limiar de uma transformação.

Conheça as soluções Bloomberg para o Buy Side Saiba mais

Estabilidade de sistemas em um mundo volátil

A pandemia, uma eleição tensa nos EUA e o surgimento de “meme stocks” têm trazido uma série de novos desafios para gestores de capital mundo afora. Mas, grandes dificuldades podem significar grandes oportunidades – desde que a infraestrutura existente permita aproveitar a situação de forma vantajosa.

Apesar dos desafios, 2020 foi um ano excepcional para as Soluções do Buy-Side da Bloomberg, que deram suporte a gestores de ativos operando sob condições de mercado extremas e, no mínimo, incomuns.

Diante da rápida sucessão de restrições que forçaram as empresas a descentralizar suas operações quase que instantaneamente, os clientes da Bloomberg puderam fazer a transição para um ambiente de trabalho remoto sem dificuldades, mantendo-se no mercado e prosperando. Foi um momento em que clientes corporativos geraram volumes de transações inéditos. O 1º trimestre de 2020 foi palco de um aumento de 85% em execuções no comparativo semanal e de 155% em movimentos de preços diários no sistema de gestão de ordens AIM. Apesar dos picos de uso repentinos, não houve impacto para os clientes quanto ao desempenho dos sistemas.

Processos judiciais atípicos ligados às eleições nos EUA coincidiram com o momento de liberação das vacinas, gerando nova onda de incerteza para os mercados globais. Diante deste cenário, os gestores de risco e portfólio a se voltaram para as ferramentas PORT da Bloomberg – capazes de lidar facilmente com uma elevação de 80% nos acessos diários, que aumentaram o fluxo de dados intraday em mais de 100%, para garantir que os clientes tivessem as informações mais recentes disponíveis de imediato.

A abordagem da Bloomberg ofereceu a escalabilidade necessária para apoiar nossos clientes neste momento crítico:

  • Melhorias contínuas – refinamento e atualização de sistemas sempre em andamento, tanto em antecipação a necessidades emergentes dos clientes quanto em resposta a suas demandas. Isto garante que os clientes possam contar com a mais avançada tecnologia o tempo todo, e sempre estejam preparados para enfrentar eventos inesperados do mercado.
  • Serviços fully hosted – que permitem aos nossos clientes a utilização do amplo conjunto de ferramentas essenciais em seu escritório, residência ou ambiente de trabalho remoto – aliada ao suporte do atendimento ao cliente pelo qual a Bloomberg é (re)conhecida.
  • Informações transformadas em insights – dados e motores de análise líderes de mercado, uma gama de fontes de precificação e notícias que cobrem uma enorme variedade de ativos e recursos de modelagem potentes dão aos nossos clientes acesso consistente a insights que evoluem no mesmo ritmo dos mercados mais voláteis.

Os desafios continuarão presentes

Para os gestores de ativos, é pouco provável que a vida volte ao “normal”, mesmo com o auxílio das vacinas para a controlar a pandemia – o setor deve continuar a lidar com desafios que começaram muito antes da COVID-19.

Estratégias de trading passivas “espremem” taxas e margens, pois a eletronificação dos mercados inaugurou uma corrida tecnológica que premia rapidez e agilidade. A busca por rendimentos permanece evasiva à medida que os reguladores impõem regimes de compliance cada vez mais rigorosos sobre os gestores de ativos.

O gerenciamento de tais obstáculos de forma isolada é muito mais desafiador; portanto, as empresas do buy-side precisam de um parceiro de tecnologia de porte para garantir que suas operações possam crescer e que suas equipes tenham os recursos e o tempo necessários para se concentrar em insights de investimento. O fornecedor certo deve oferecer uma solução integrada e sem complicações, que dê suporte ao ciclo de vida da negociação. Não apenas para o momento, mas também para o futuro.

Parceria no presente; expertise para alcançar o futuro

Face a estes desafios contínuos, as Soluções do Buy-Side da Bloomberg fornecem funcionalidades que aumentam a vantagem competitiva dos gestores de capital.

Os clientes têm acesso a ofertas que podem dar suporte a fluxos de trabalho de investimento, desde a pesquisa e geração de ideias até a liquidação pós-trading e a relatórios regulatórios em um único sistema, o que reduz a complexidade operacional de forma significativa.

Porém, simplicidade é apenas parte da solução; os clientes também precisam conseguir enxergar insights que ninguém mais os percebe. Os fluxos de trabalho de ponta a ponta da Bloomberg conectam dados robustos, pelos quais a empresa é conhecida; ferramentas analíticas poderosas, e uma vasta comunidade de investimento em pontos-chave do processo de tomada de decisões para que os clientes possam otimizar seus investimentos.

As soluções do buy-side têm como espinha dorsal o princípio orientador de que, nos mercados modernos, tudo muda o tempo todo. Isto significa que esses sistemas e ferramentas devem ser continuamente refinados e fortalecidos em resposta a necessidades em constante evolução.

Soluções aprimoradas recentemente, entre outras:

Plataforma de gestão de portfólio PORT, utilizada por 93 dos 100 principais gestores de ativos. PORT foi completamente aprimorada para tornar-se uma plataforma de análise e risco de classe de multiativos de última geração, que unifica os modelos existentes da Bloomberg e os modelos Barclays, herdados por meio da aquisição da “Barclays Risk Analytics and Index Solutions”. A plataforma traz recursos profundamente diferenciados para avaliar e medir riscos. PORT agora está equipada com feeds de dados em tempo real, funcionalidades gráficas modernas e poderosos relatórios corporativos em lote de multiativos.

AIM, o sistema de Gestão de Investimentos e Ativos da Bloomberg, é utilizado por quase 15.000 profissionais em 900 empresas, que gerenciam US$ 17 trilhões em ativos combinados. Investimento contínuo para melhorar a experiência dos gestores de portfólio e a garantia de desempenho dos sistemas permanece à frente das exigências de estratégias de investimento mais complexas. A métrica de throughput agora consegue acomodar estratégias complexas de multiativos em escala, a conectividade com servidores de ativos foi aprimorada e um dashboard permite visibilidade em tempo real de todo o processo de investimento.

A melhor escolha no presente – e para o futuro

A escolha do parceiro de tecnologia certo é um componente crucial do sucesso de longo prazo para as empresas do buy-side, à medida que o sistema financeiro segue na era da incerteza.

E não se trata apenas de selecionar o melhor parceiro para o momento. Todos estão tentando expandir seus negócios em um ambiente de constante transformação envolvendo mercados, investidores e reguladores. Os clientes querem se certificar de que a tecnologia que utilizam evoluirá com eles, e não os impedirá de alcançar o que desejam – ou precisam – no futuro.

Ao combinar tecnologia de ponta, dados de renome mundial e análises em tempo real com uma comunidade de especialistas para suporte, disponíveis 24/7, as Soluções do Buy-Side da Bloomberg permitem que os gestores de capital e proprietários de ativos prosperem, independentemente das condições do mercado.

Agende uma demo.