Fatores ESG globais e o posicionamento social no índice S&P 500

O ano de 2020 foi um ano de mudanças extraordinárias nos mercados financeiros e no envolvimento geral dos usuários com ambientes digitais. O aumento do ativismo digital fez com que as empresas fossem mais responsabilizadas por suas ações, com potenciais consequências reputacionais que afetam resultados financeiros. Ferramentas e modelos financeiros amplamente utilizados nos últimos anos estão se provando insuficientes para esta década orientada por objetivos.

Com o aumento da aversão a ações antiéticas por parte das empresas, os mercados financeiros passam a ser afetados pelo rápido impacto de boicotes, uma cultura de cancelamento cada vez mais ampla, e outros. Em contraste, empresas que se alinham com valores sociais garantem uma vantagem competitiva, com efeitos positivos sendo notados em muitos setores.

Conheça as tendências para o Buy-Side em 2021 Leia o relatório

A complexidade desta nova década de posicionamento social por meio de questões de sustentabilidade ou de fatores ESG (Environmental, Social and Governance), é prontamente abordada com dados alternativos personalizados para investidores e gestores de ativos. Dados alternativos, como os extraídos das mídias sociais, são robustos, disponíveis em alta velocidade e dinâmicos, para que possam refletir um sentimento do usuário mais atual e oportuno.

ESG, dados de posicionamento social e estratégias virtuosas de investimento

O posicionamento social é definido como o alinhamento dos valores e atividades de uma empresa com os valores de seus stakeholders e daqueles com interesse ou influência em seus movimentos diários. A pontuação de posicionamento social de uma empresa é usada para uma comparação em relação aos seus concorrentes. A fornecedora de dados alternativos Orenda concentra sua tecnologia em descobrir até que ponto a sociedade sente que as atividades diárias e cumulativas de uma empresa apoiam as metas dos fatores ESG coletivas e generalizadas.

Um white paper recente da Orenda utilizou conjuntos de dados para selecionar empresas altamente alinhadas com os valores da sociedade e separá-las dos componentes do S&P 500 alinhados mais inadequadamente. Três portfólios de papel consistindo dos principais 10, 5 e 1 pontos percentuais da distribuição de posicionamento social foram criados para analisar o desempenho. Os retornos para cada portfólio foram posteriormente comparados com um benchmark predefinido e a distribuição dos últimos 10, 5 e 1 pontos percentuais dos títulos menos socialmente alinhados. Esta comparação foi realizada em uma base ajustada ao risco e após a verificação dos modelos Fama French de três e cinco fatores.

As complexidades dos fatores ESG e do posicionamento social são simplificadas ao fornecer pontuações utilizando uma escala de 1 a 5, com 1 sendo extremamente negativa. A confiança e as outras sete métricas de relacionamento são ponderadas para chegar à pontuação geral de fatores ESG e de posicionamento social de uma empresa. A tecnologia da Orenda reúne conteúdo e atualiza pontuações de posicionamento social a cada 10 minutos, fornecendo um total de 144 atualizações diárias para cada ação, sete dias por semana.

O ponto de inflexão

As principais descobertas empíricas da Orenda demonstram que os portfólios de ações selecionados com base no alto posicionamento social fornecem alfa após a verificação dos modelos Fama French de 3 e 5 fatores, que incluem prêmios de mercado, volume, valor, rentabilidade e investimento. As evidências reais também constataram que empresas mal alinhadas não fornecem retornos acima do mercado após a verificação dos fatores tradicionais listados acima.

Clique aqui para acessar o documento completo da Orenda (disponível apenas em inglês).

Agende uma demo.