Fim da recuperação do dólar?

Annie Grebenyuk, Especialista de mercado da Bloomberg, contribuiu para este artigo. A versão original apareceu primeiro no Bloomberg Terminal.

Contexto

Uma recuperação do Bloomberg Dollar Spot Index no primeiro trimestre perdeu força em abril, com analistas de câmbio e traders de opções prevendo enfraquecimento ainda maior.

O dólar caiu em relação a 15 das 16 principais moedas nos últimos 12 meses, e perdas adicionais estão previstas em 11 desses pares até 30 de março do próximo ano. Opções de venda (put) para liquidar as “verdinhas” se tornaram caras em relação às opções de compra (call) em uma variedade de moedas no último mês. Uma pesquisa recente da Bloomberg Intelligence também foi marcada por traders pessimistas em relação ao dólar.

“Estamos lidando com uma história bizarra em que um desempenho acima do esperado das taxas dos EUA é minado por uma alta cíclica global e por avaliações caras do dólar”, afirmou Ian Samson, um gestor de fundos de multiativos da Fidelity International, em Hong Kong, que comercializa a moeda em relação ao euro, à Bloomberg News. “Vemos tendências significativas empurrando o dólar em diferentes direções”.

Pronto para uma demo? Fale com um especialista

O problema

Apenas o iene japonês se desvalorizou em relação ao dólar no ano passado, com o índice do dólar da Bloomberg caindo 10%. O rand sul-africano é a única moeda na qual os analistas veem muitas desvantagens. A coroa norueguesa valorizou 28,2% em relação ao dólar nos últimos 12 meses, e deve subir mais 2,8% no primeiro trimestre de 2022. O dólar australiano valorizou 21,5% e pode subir mais 2,1%.

Uma pesquisa da Bloomberg, com 121 respostas, sugere expectativas de enfraquecimento do dólar. Até o final de 2021, há uma expectativa de que o dólar desvalorize em relação à libra esterlina (65% das respostas), ao euro (61%) e ao iene (53%), conforme a pesquisa efetuada entre 8 e 16 de abril.

Digite “BI FX” na linha de comando e selecione BI CURRG – Bloomberg Intelligence: Moeda (Global) BI FX.

Audrey Childe-Freeman, estrategista-chefe de G10FX da Bloomberg Intelligence, publicou pesquisa mostrando um cenário de baixa para o dólar e os casos de alta para o euro e a libra esterlina.

“A queda do euro no primeiro trimestre foi parcialmente impulsionada pela visão de que atrasos na vacina levariam a uma reabertura econômica tardia e um baixo desempenho associado. Ainda assim, a maioria dos indicadores recentes surpreenderam positivamente”, escreveu Childe-Freeman. “Não acreditamos que isso tenha sido precificado”.

O Bloomberg Terminal tem funcionalidades para rastrear as perspectivas para as principais moedas, enquanto o Bloomberg Intelligence pode mergulhar nos dados por trás das tendências.

Monitoramento

Para monitorar o desempenho e as previsões para as moedas mais importantes, use o World Currency Ranker.

Digite “classificação” e selecione WCRS – Classificador de moedas mundiais. O atalho é WCRS.

Para visualizar a diferença entre o preço das opções de compra em relação às opções de venda, utilize a função Análise de Correlação e Volatilidade.

Digite “volatilidade e correlação” na linha de comando e escolha VCA — Análise de Correlação e Volatilidade — no menu de preenchimento automático. O atalho é VCA.

Agende uma demo.