Ilan Goldfajn disse que o BC considera importante atingir a meta de inflação, mas é também sensível à atividade

Por Josué Leonel com a colaboração de Marisa Castellani, Patricia Lara e Vinícius Andrade.

Analistas do mercado citam o próprio discurso recente das autoridades monetárias, apontando fatores como a fraqueza da atividade e a melhora das expectativas de inflação, como sinal evidente de que a Selic cairá em ritmo maior. O presidente do BC, Ilan Goldfajn, disse em 12 de dezembro que o BC considera importante atingir a meta da inflação, mas é “sensível” à atividade.

Cobertura completa do Copom Acompanhe em tempo real na função TLIV no seu Terminal Saiba mais

Na quinta-feira, os contratos de juros futuros caíram acompanhando a baixa do dólar e após a produção industrial crescer menos que o esperado em novembro. O Banco Santander revisou para baixo sua previsão para o PIB no quarto trimestre do ano passado de -0,2% para -0,5%. Nesta sexta, outro fator se juntou para pressionar os juros futuros para baixo: a decisão da Petrobras de elevar apenas o preço do diesel, e não o da gasolina como o mercado esperava, sugerindo um menor impacto na inflação.

Agende uma demo.