Soluções eletrônicas ajudam a otimizar operações de sell side

Em cenários de volatilidade, as soluções eletrônicas são fortes aliadas para otimizar o trading. Como essas ferramentas podem automatizar essas operações e dar maior velocidade aos negócios foram tema do webinar “Sell Side Mid-Week Live”, com a participação de especialistas do setor financeiro.

Felipe Guerra, CIO da Legacy, que já passou pelos bancos Santander, Citibank e BBM, foi convidado para contar como o uso de ferramentas eletrônicas está apoiando seus  negócios. A apresentação foi conduzida por Sandro Amorim, especialista em renda fixa da Bloomberg.

O executivo relatou que a Legacy, gestora brasileira de recursos independentes, fundada em abril de 2018, conseguiu mover rapidamente suas atividades para home office. Ele comentou sobre as soluções que está adotando para realizar negócios remotamente com maior produtividade.

Transformação digital e o cenário econômico em um contexto de alta volatilidade Acesse insights para o sell side

Guerra também comentou sobre novas estratégias para aproveitar as oportunidades no atual cenário econômico, avaliou as medidas do Banco Central para política monetária e cambial e até deu dicas de livros para acompanhar as tendências tecnológicas e o mercado mundial durante a quarentena. Confira abaixo os principais destaques da live.

Caso queria conferir a live na íntegra, clique aqui.

Operações de casa com segurança  

Fundada há pouco mais de dois anos, a Legacy já nasceu suportada por tecnologias digitais. Guerra explica que a companhia conta com servidor e aplicações em cloud e infraestrutura que, a seu ver, ajudou nas adequações para a quarentena, decretada em São Paulo em março. Com essa organização, suas atividades foram movidas rapidamente para home office. Após 70 dias, com equipes de 25 especialistas atuando em casa, ele avalia aumento de performance.

Ouça como a Legacy se organizou para operar na quarentena

Segundo o executivo, a Legacy está usando intensivamente ferramentas de produtividade e outras tecnologias que facilitam interação com os investidores, acesso às informações de mercado para decisões com maior velocidade e reuniões diárias da equipe. Amorim observa que muitas pessoas estão trabalhando em casa nessa quarentena, e a Bloomberg criou ferramentas eletrônicas para ajudar os clientes a ter acesso rápido ao mercado, trocar informações permanentemente e se manter conectados 24 horas.

Ao analisar as vantagens de operar em home office, Guerra aponta ganhos de produtividade, uma vez que não há deslocamentos nem necessidade de visitas presenciais a clientes. As reuniões também são online. “Isso gera economia de tempo e eficiência”, ressalta.

Para ele, “estar no escritório ou em casa conectado com a Bloomberg faz pouca diferença operacional na forma de executar e pôr as ordens. A gente opera uma gama grande de ativos, sejam commodities, renda fixa, moedas e ações no Brasil e no exterior. Há muita facilidade em utilizar a Bloomberg e fazer essas ações da mesma forma que a gente sempre faz no nosso escritório”, avalia.

Confira as tecnologias usadas pela Legacy

Novas estratégias para o cenário econômico

A desaceleração da economia pela crise do coronavírus fez com que a Legacy traçasse novas estratégias. “Avaliamos a gestão das nossas carteiras, saímos de posições de rendas variáveis e focamos um pouco mais na parte de renda fixa”, conta o executivo. Ele observa que, até o começo do ano, havia perspectiva de crescimento da economia. O mercado era favorável para o mundo e para o Brasil. Mas a pandemia gerou mudanças e incertezas.

“Até então a gente vinha surfando em um mar tranquilo, com céu azul e vela aberta, até que apareceu esse episódio de COVID-19”, diz Guerra. A Legacy agiu rápido, fez realinhamento do portfólio e diversificou as carteiras para aproveitar a volatilidade do mercado.

Confira no áudio abaixo as estratégias da Legacy para crescimento dos negócios em época de crise:

Confira as estratégias da Legacy para crescimento dos negócios em época de crise

Maior performance com ferramentas digitais

A Legacy opera uma gama grande de ativos. Para se manter conectada 24 horas e ter mais agilidade, Guerra diz que conta com o apoio de diversas ferramentas digitais, entre as quais, destaca-se o uso de soluções que integram dados, otimizam o fluxo das negociações de ativos e aumentam a conectividade com ganhos de performance, como é o caso da plataforma EMSX, da Bloomberg. Amorim menciona também a plataforma de negociação eletrônica de câmbio FXGO, que possibilita tomadores de preços a executar transações cambiais com os bancos de sua escolha.

Para saber mais sobre as tecnologias digitais da Bloomberg que automatizam e transformam os processos de sell side, clique aqui.

Agende uma demo.